Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simplesmente Viajar

Blog pessoal de viagens

Simplesmente Viajar

Blog pessoal de viagens

Xangai, a cosmopolita e vibrante metrópole chinesa

16.03.19 | Simplesmente Viajar

Xangai é considerada a maior cidade da República Popular da China, e um dos 5 maiores centros financeiros do mundo. Moderna e movimentada esta cidade conta já com mais e 24 milhões de habitantes, verdadeiramente impressionante.

IMG-20170412-WA0033.jpg

 

O que saber antes de ir

VISTO: A regra geral é a de que o visto é obrigatório e pode ser obtido em qualquer representação diplomática da República Popular da China no estrangeiro. Deixo aqui o link para a Embaixada da República Popular da China em Portugal onde poderão encontrar todas as informações necessárias para tirar o visto. Preço por pessoa cerca de 60€

Não deixem o visto para os últimos dias antes da viagem pois vai ser necessário reunir uma série de documentação e fotografias que poderá demorar algum tempo a obter.

 

SEGURO: Aconselha-se fortemente a aquisição de um seguro de viagem de saúde, tendo particularmente em conta que em situações de emergência os custos de cuidados de saúde poderão revelar-se elevados.

 

Poderão consultar esta e muitas outras informações úteis sobre este destino aqui no Portal das Comunidades do Ministério dos Negócios estrangeiros

 

Como ir

Existem excelentes opções a pouco mais de 500€ por pessoa em companhias aéreas como a TAP, KLM ou AIRFRANCE. No nosso caso vínhamos de Pequim e apanhámos o comboio Bullet Train , o qual atinge uma velocidade média de 300km/h, e em 5 horas chegamos a Xangai depois de percorridos mais de 1300km.

Preço Médio por bilhete por pessoa: 126€

 

 

Onde ficar

Optamos por um Hotel muito central e com uma excelente relação qualidade preço, Green Court Residence City Center.

Localizado no coração de Xangai, o Green Court Residence City Center fica a 10 minutos a pé da famosa e movimentada rua pedestre Nanjing Road, Apple Shop e de uma estação de metro.

 

O que fazer

Numa cidade de mãos dadas entre o moderno e o antigo é possível ainda respirar história em vários recantos desta grande metrópole.

 

Old City

A Cidade Velha é a área dentro da antiga cidade murada de Xangai; e é uma das áreas mais pitoresca da cidade, com muitos edifícios em estilo tradicional chinês.

2019-02-18-20-28-00.jpg

 

 

Yu Garden

Um dos jardins mais bonitos da China.

Este jardim inicialmente privado foi criado em 1559, pela altura da dinastia Ming, por um imperador que o construiu para os seus pais. Mais tarde este jardim foi severamente danificado por algumas guerras ao longo da história. Felizmente que por volta de 1960 foi possível reconstruir este lindo jardim e abrir a visitas ao público. A não perder.

Para entrar no jardim é preciso pagar cerca de 10€ por pessoa

Um almoço por esta zona tem que necessariamente incluir os tradicionais bolinhos “Dim Sum”, típicos de Xangai, feitos na hora com recheios diversos: de carne, porco, frango, camarão e legumes.

2019-02-21-23-49-36.jpg

IMG_3633.jpg

 

 

Bund

Na minha opinião esta é zona fulcral de Xangai e a que mais impressiona. Perdemos horas a fotografar e contemplar a vista deslumbrante desta baia.

Foi aqui que Xangai surgiu há mais de mil anos como uma modesta vila de pescadores. Por causa do riu tornou-se um importante porto durante o século XVIII, e rapidamente este tornou-se a principal porta entre a Ásia e o mundo.

Recomendo vivamente a subir ao Vue Bar no 33.º andar do Hotel Hyatt para beber um copo e apreciar a vista deslumbrante ao sabor do por do sol.

IMG_3717.jpg

IMG-20170412-WA0012.jpg

IMG_3920.jpg

 

Pudong

Do outro lado do rio situa-se o mais novo bairro da cidade, Pudong. É aqui também que se situam alguns dos prédios mais altos do mundo. A torre de TV Pérola Oriental é lindíssima e um dos símbolos de Xangai. No entanto a torre que subimos foi a Shanghai Tower, este edifício foi inaugurado em 2015, tem cerca de 632 metros de altura, e é o edifício mais alto da China e o segundo maior do mundo.

A travessia de barco para Pudong não dura mais do que 5 minutos e custa cerca de 1€ por pessoa. Para subir à Torre os preços começam nos 25€ por pessoa. A torre tem vários patamares e quanto mais alto subir mais caro pode ser o bilhete.

2019-02-23-21-30-26.jpg

2019-02-24-19-09-53.jpg

 

French Concession e Xintiandi

A área de Concessão Francesa de Xangai é um contraste bizarro da vida tradicional chinesa num ambiente que parece praticamente europeu. Para além de Macau, onde as heranças portuguesas são muitas, não me recordo de outro local na China que realmente se assemelhe a um ambiente tão ocidental. Uma zona extremamente agradável para passear e com muito comercio de artesanato e cafés de rua.

IMG_3981.jpg

IMG_3992.jpg